Como fazer a transição da dieta  

É muito importante que qualquer troca de dieta, seja de ração por comida ou mesmo de uma dieta de comida natural para outra dieta também de comida natural, seja feita de maneira gradativa.


Como as alimentações podem apresentar ingredientes em proporções diferentes, e suplementação diferentes, a mudança brusca ou o excesso pode gerar um estresse na microbiota intestinal do Pet levando a um desconforto gastrointestinal.

 

Para que tudo ocorra maravilhosamente bem faça a transição gradativamente respeitando os limites do seu Pet.

Como deve ser a substituição da dieta?

 

Oferecer substituindo apenas uma das refeições diárias, nas outras oferecer a dieta que ele está acostumado a comer.

1º dia: substituir 20% da dieta antiga pela nova dieta.

2º dia: substituir 30% da dieta antiga pela nova dieta.

3º dia: substituir 40% da dieta antiga pela nova dieta.

4º dia: substituir 50% da dieta antiga pela nova dieta.

5º dia: substituir 60% da dieta antiga pela nova dieta.

6º dia: substituir 70% da dieta antiga pela nova dieta.

7º dia: pode ser oferecido só a nova dieta.

 

Faça esse mesmo procedimento com as outras refeições até a troca total da dieta.

 

Caso as fezes do peludo comecem a amolecer não aumente a quantidade de comida, mantenha as mesmas proporções até que esse quadro se estabilize.

​A alimentação natural para os Pets é apontada hoje como tendência mundial, e muitos tutores resolvem mudar drasticamente a alimentação do Pet, sem saber que essa transição gera um estresse no intestino dos Pets. Para garantir a segurança total da transição sugerimos que seja acompanhada de uma pasta probiótica e prébiótica, 3 dias antes de iniciar a transição da dieta e manter a pasta durante todo o processo de transição.

Preparação da Microbiota Intestinal

 

Os PREBIÓTICOS são carboidratos não digeríveis que estimulam seletivamente a profileração e/ou atividades de bactérias indesejáveis no intestino. Em palavras mais simples: servem como "alimento" para bactérias boas do intestino. 

 

A presença do prebiótico na dieta favorece um ambiente intestinal mais ácido, tornando-o mais favorável à presença e crescimento de bactérias boas, dando menos espaço assim, para as bactérias patogênicas (ruins).

 

Já os PROBIÓTICOS são suplementos à base de microorganismos vivos (bactérias e leveduras benéficas) que podem ser incorporados à dieta dos animais, afetando de forma benéfica o desenvolvimento da flora microbiana do intestino. Muitas situações podem fazer com que a concentração de bactérias patogênicas aumente no intestino, como por exemplo a mudança brusca na alimentação.

 

É muito importante cuidar do intestino do seu peludo. 

FALE CONOSCO: clique aqui.

 

 

© Animal Natural.                              

 

contato@animalnatural.com.br                                  

 

 ENDEREÇO: Avenida do Estado 1540, Fundação, São Caetano do Sul, São Paulo. CEP: 09520-150 - Tel: (11) 4224-5139  /  Whatsapp: (11) 9 9610-0031

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle