Digestão dos Cães: Por que devemos oferecer alimentos Picados e Cozidos para nossos Cães?


    Cães descendem dos lobos, eles deglutem grande quantidade de comida rapidamente com pouca ou nenhuma mastigação.

    Como os cães tem mais pré-molares e molares eles podem as vezes mastigar, porém isso não é muito comum acontecer.

    Os cães têm uma grande necessidade de roer coisas, como ossos e brinquedos para estimular mandíbula e a limpeza dos dentes, e as pessoas costumam confundir isso com mastigar.

    A habilidade da dilatação estomacal dos cães é muito grande, adaptada para receber alimento com pouca ou sem nenhuma mastigação.

    Como na natureza os cães não conseguiam e nem conseguem caçar todos os dias eles conseguem comer bastante quantidade e armazenar.

    O esvaziamento gástrico ocorre entre 72 e 240 minutos e vai depender do volume estomacal do animal, da dieta, viscosidade, temperatura, densidade, conteúdo ácido e ingestão de água.

    Os cães não têm alfa amilase salivar então eles não fazem essa previa digestão que ocorreria durante a mastigação, porém eles produzem uma quantidade de amilase pancreática suficiente para digerir bem esse alimento.

    Cães afobados não costumam mastigar então comida moída é sempre a opção mais segura, ela evita que o animal engasgue, evita torções gástricas (comum em raças grandes) e também evita que o animal separe a proteína dos vegetais.

    É importante que os Carboidratos e os Vegetais que sejam oferecidos para o Cão já estejam cozidos e bem picados, para o animal realizar uma boa digestão com a amilase pancreática e fazer o melhor aproveitamento dos nutrientes desse alimento.

    O cozimento prepara esses alimentos para ficarem mais fáceis do organismo do animal assimilar. Cães são incapazes de digerir amido sem cozimento porem cozidos eles conseguem digerir e aproveitar bem os nutrientes.

    Alimentos mau digeridos promovem fermentação bacteriana e formação de substâncias putrefativas fazendo com que as fezes do animal fiquem com odor fétido.

    Muitas das substâncias putrefativas podem exercer efeito adverso a saúde intestinal do cão.

    Por exemplo a amônia e os fenóis podem promover o desenvolvimento de tumores e também agravar casos de colite.

    Se seu pet não tiver acostumado a comer comida faça a troca gradativamente para evitar problemas gastrointestinais, aqui no nosso site tem explicando certinho como fazer essa transição.

    Super beijo

    Dra Brubs Morales

    Médica Veterinária

    CRMVsp 26313

    Especializada em Nutrição Animal.

    #cãeselobos

    FALE CONOSCO: clique aqui.

     

     

    © Animal Natural.                              

     

    contato@animalnatural.com.br                                  

     

     ENDEREÇO: Avenida do Estado 1540, Fundação, São Caetano do Sul, São Paulo. CEP: 09520-150 - Tel: (11) 4224-5139  /  Whatsapp: (11) 9 9610-0031

    • Facebook - Black Circle
    • YouTube - Black Circle
    • Instagram - Black Circle